Miocárdio | Músculo Cardíaco | Fisiologia e Histologia | Anatomia | Resumo

O Miocárdio é constituído pela camada muscular do coração (músculo cardíaco). Nesse artigo aprenderemos tudo sobre sua anatomia, fisiologia e histologia em um resumo completo.

músculo-cardíaco

 

Anatomia do miocárdio, o músculo cardíaco

O miocárdio difere fundamentalmente tanto do músculo liso como do estriado, pelo fato de que suas fibras não existem como entidades separadas, mas sim por estarem juntas, de tal maneira que formam uma grande rede protoplásmica ou sincício.

De modo geral, cada fibra muscular desta rede tende a se colocar no mesmo plano que suas vizinhas, disso resultando os interstícios da rede parecerem estar fendidos, com os eixos longitudinais das fendas paralelos aos das fibras. Os interstícios contêm o endomísio do miocárdio.

Este é constituído por tecido conjuntivo frouxo e é abundantemente suprido com capilares, os quais são colocados em contato íntimo com as fibras musculares da rede. O endomísio do miocárdio, além disso, possui capilares linfáticos assim como capilares sanguíneos, conduzindo também fibras nervosas que terminam nas células musculares cardíacas.

Histologia do miocárdio

Os núcleos das fibras musculares cardíacas tendem a se colocar nas partes centrais das fibras. São, de modo geral, de forma ovoide, mas suas extremidades, em vez de serem arredondadas, podem algumas vezes ser mais ou menos rômbicas. São pálidos.

O citoplasma das fibras do miocárdio contém miofibrilas e sarcoplasma e exibe estrias transversais semelhantes às estrias descritas no músculo estriado.

miocardio-estrutura

Em adição, as fibras musculares cardíacas são atravessadas aqui e ali por faixas únicas escuras, chamadas discos intercalados. Estes discos que se “inserem” entre sarcômeros, são vistos à microscopia óptica e parecem menos espessos que um sarcômero.

Em algumas ocasiões, os discos intercalados das fibras cardíacas atravessam-nas em linhas retas; outras vezes o fazem em degraus. Deve-se tal achado ao fato de não estarem no mesmo plano os discos intercalados das miofibrilas da fibra.

Ultra-estrutura celular do músculo cardíaco

Como foi visto à microscopia eletrônica, as membranas das células do miocárdio que “passam através a fibra com a denominação de discos intercalados” possuem um trajeto sinuoso. As membranas das células vizinhas entre si apresentam um espaço reduzido, mas de largura constante entre elas, o qual contém material luminescente.

Por outro lado, no citoplasma adjacente às membranas celulares do miocárdio, de cada lado, existe material denso, provavelmente responsável pela reação corada dos discos intercalados que se observa no músculo cardíaco à microscopia de luz. Este material denso é comumente visto em posição semelhante no citoplasma de outros tipos de células que se põem em contato entre si.

Pigmento

Aproximadamente aos 10 anos de idade, grânulos de pigmento amarelo-dourado do miocárdio tendem a acumular-se no sarcoplasma de cada lado das extremidades dos núcleos das fibras musculares cardíacas. Parece provável que estes grânulos representam uma combinação de derivados da hemoglobina sanguínea. Tomam-se numerosos em uma condição patológica denominada “atrofia parda do coração”.

Crescimento do miocárdio

Muitos estados patológicos requerem que o coração trabalhe mais. Estes levam-no a tomar-se mais pesado e maior. Diz-se estar um coração assim, hipertrofiado. Pergunta-se se o aumento de volume do miocárdio na hipertrofia é causado por um aumento em número ou em tamanho de suas fibras. Estudos indicam que tal é devido a um aumento no volume das fibras e não em seu número.

Continue aprendendo sobre o CORAÇÃO HUMANO

Gostou desse artigo sobre a anatomia do miocárdio (músculo cardíaco)? Compartilhe!