Palato Duro | Palato Mole | Anatomia | Úvula | Funções | Céu da boca

O palato duro e o palato mole são as regiões que formam a divisão entre as cavidades bucal e nasal. Em outras palavras, os palatos formam o céu de boca, junto com a úvula.

palato-duro-palato-mole

Palato duro – anatomia

É de interesse que a o céu da boca seja constituído por um teto forte de tal maneira que a parte anterior da língua, que é aquela que se pode mover mais livremente, possa fazer força contra ele nos processos de mistura e deglutição dos alimentos.

E também desejável que a membrana mucosa, que reveste o teto da boca, neste ponto seja firmemente fixada de tal forma que os movimentos vigorosos da língua não a desloquem e que o epitélio seja capaz de aguentar o uso e o desgaste.

Características

Estas características estruturais são realizadas pela presença de um teto ósseo, sobre a boca, revestido, na sua face inferior, por uma membrana mucosa cuja lâmina própria é contínua com o periósteo do osso e cujo epitélio é de tipo estratificado escamoso queratinizado. Esse é conhecido como palato duro, e é a região anterior do palato.

Lateralmente, a membrana mucosa não é tão aderente ao teto ósseo e está presa por fortes feixes de tecido conetivo. Entre estes estão dispostas, anteriormente, células gordurosas e, posteriormente, glândulas.

Na linha média há uma crista óssea à qual se fixa o epitélio por uma lâmina própria muito delgada. Esta crista é chamada rafe. Rugas, com cerne de tecido conetivo, irradiam-se dela lateralmente e são mais proeminentes no início da vida de que mais tarde.

Palato mole – anatomia

O palato mole continua posteriormente o palato duro. Suas funções são diferentes daquelas do palato duro pois não tem que suportar os golpes da língua no céu da boca. Deve ser móvel para que, no ato da deglutição, possa ser levado para cima e, assim, fechar a parte nasal da faringe e evitar que os alimentos sejam forçados para dentro do nariz.

Isto requer que ele possua músculos. Deve ser razoavelmente forte, e isto exige que ele tenha tecido conetivo o qual é disposto como uma aponevrose.

Características

O palato mole projeta-se, para trás do palato duro, a faringe. Por isto, a membrana mucosa, na sua face superior, toma parte no revestimento da parte nasal da faringe enquanto a membrana mucosa de sua face inferior toma parte no revestimento da parte oral da faringe. De cima para baixo exibe as seguintes camadas:

  • O epitélio estratificado escamoso ou pseudo-estratificado cilíndrico ciliado;
  • Uma lâmina própria que contém umas poucas glândulas e, junto do palato duro, tem a forma de uma forte aponevrose;
  • Uma camada muscular (posteriormente);
  • Uma lâmina própria espessa com muitas glândulas;
  • O epitélio estratificado escamoso não queratinizado.

Úvula

úvula

No palato mole localiza-se a úvula palatina, popularmente chamada de sino. A úvula funciona como um sensor, cuja função é sinalizar ao organismo que alguma alimentação está passando pela garganta.

Diante do “aviso” da úvula, as vias respiratórias são fechadas, evitando que alguma porção do alimento entre na traqueia ou na cavidade nasal.

Outra função exercida pela úvula no palato mole é atuar no timbre da voz, sendo assim um apêndice que exerce alguma influência na fonação.

Palato mole e duro – anatomia

Continue aprendendo sobre o SISTEMA DIGESTIVO