OSSOS DA PERNA | Anatomia | Fêmur, Tíbia, Fíbula | Resumo

Há certa analogia entre os ossos da perna e os do braço. Realmente, a coxa tem, como o braço, um só osso, o fêmur, e a perna tem dois, como o antebraço, a tíbia e o perônio (ou fíbula). Assim como o úmero do braço, o fêmur apresenta a extremidade superior esférica, encaixada em uma cavidade do ílio (um dos ossos da bacia, como vimos) denominada acetábulo. A seguir, apresentaremos a anatomia dos ossos da perna em um resumo completo.

ossos-da-perna

Fêmur, o maior dos ossos da perna

O fêmur está localizado na coxa e é o maior e mais resistente osso que compõe o esqueleto humano. É um osso longo, cuja maior função é servir como a principal estrutura de suporte do corpo, facilitando a locomoção e movimento.

Em sua extremidade superior, o fêmur apresenta uma cabeça superior destacada e arredondada, que articula-se com o osso do quadril (ilíaco), a partir de uma conexão entre o semilunar do acetábulo e sua cabeça esférica. Já em sua extremidade inferior, articula-se com a patela (também conhecida como rótula) e a tíbia, formando a articulação do joelho.

fêmur-o-maior-dos-ossos-da-perna

Na extremidade inferior do fêmur, podemos observar duas protuberâncias em ambos os lados: os côndilos femorais interno e externo, que formam a porção superiora da articulação do joelho. Estes articulam-se com a extremidade superior da tíbia, que forma a porção inferior da articulação do joelho, junto à patela.

Graças a forte estruturação de suas trabéculas internas, o fêmur é capaz de suportar uma força de compressão de cerca de 1000 quilos, tornando-o o mais resistente dos ossos do esqueleto humano.

Patela (rótula)

A patela (também conhecida como rótula) é o menor dos ossos da perna. A patela está localizada entre o fêmur e a tíbia. Desliza através de uma fenda existente na extremidade inferior do fêmur. Dessa forma, sua principal função é atuar na articulação do joelho, permitindo os movimentos de flexão e extensão da perna.

patela-rótula

A patela é um osso do tipo sesamoide, cuja principal característica é apresentar um tendão enraizado.  Dessa forma, está intimamente interligada com o quadríceps femoral que, ao contrair-se, promove estabilidade ao joelho. Os côndilos do fêmur auxiliam a patela na estabilidade lateral do joelho, o que impede deslocamentos laterais do mesmo durante seus movimentos.

 Tíbia

A tíbia é um osso medial longo, conhecida popularmente como “canela”. Em sua extremidade superior (cabeça) articula com o fêmur e a rótula a partir dos meniscos, enquanto na extremidade inferior articula com o tarso, formando a articulação do tornozelo, em conjunto com cartilagem hialina. Possui um formato semelhante à um prisma, sendo mais larga em sua extremidade superior.

tíbia-e-fíbula

Grandes quantidades de músculos responsáveis pelos movimentos da perna estão fortemente conectadas a tíbia. Sua função como alicerce e apoio ao corpo humano é de suma importância para a realização dos diversos movimentos que somos capazes de executar, como correr ou saltar.

  • Aprenda mais sobre a anatomia da TÍBIA

Fíbula (Perônio)

A fíbula (também conhecida como perônio) está localizada paralelamente à tíbia, articulando-se lateralmente com a mesma em ambas as extremidades. Entretanto, não há movimentos articulares entre as mesmas, caracterizando esse tipo de articulação como sindesmose.

tibia

O formato da fíbula também é semelhante a um prisma e, assim como na tíbia, é mais larga na região superior. A fíbula, entretanto, é bem menor que a tíbia e, em conjunto com a mesma, articula-se com o tálus, que é a articulação responsável pelos movimentos do tornozelo.

A fíbula é um osso que não é responsável por suportar nenhum tipo de carga. Como se estende desde a parte superior da tíbia até a região externa do tornozelo, possui a função de atuar na estabilidade de sua articulação. Também ajuda os músculos a realizarem os movimentos que auxiliam na alavancagem da perna, através de suas conexões com os mesmos.

Ossos do pé

Na extremidade final dos membros inferiores temos os ossos dos pés, que muito se assemelham à estrutura formada pelo esqueleto das mãos. São ossos importantes do esqueleto humano pois, juntamente com os músculos, formam o alicerce do corpo humano. O esqueleto do pé divide-se em três segmentos: tarso, metatarso e falanges.

Aprenda mais sobre a anatomia dos OSSOS DO PÉ

Articulações dos ossos da perna

As articulações que interligam os ossos da perna são responsáveis por promover o movimento do tipo dobradiça entre o fêmur e a tíbia, ou entre essa e o tálus. Essa articulação é do tipo uniaxial, ou seja, permite apenas que a perna se movimente em duas direções, no caso para frente e para trás, movimento conhecido como flexão e extensão.

articulação-da-perna

Ossos da perna – Anatomia do fêmur, tíbia e fíbula

Continue aprendendo sobre o ESQUELETO HUMANO

Gostou desse artigo sobre os ossos da perna? Compartilhe!