Esqueleto axial e apendicular – Nome dos ossos e anatomia

O esqueleto humano pode ser dividido em duas partes: esqueleto axial e apendicular. Saber a diferença entre eles é essencial para compreender o funcionamento de diversas funções relacionadas à estrutura óssea.

esqueleto-axial-e-apendicular



O Que é o Esqueleto Axial?

O esqueleto axial consiste no conjunto de ossos que ficam situados na parte central, ou eixo do corpo. Dessa forma, esses ossos se sustentam e atuam na proteção dos órgãos da cabeça, do pescoço e do tronco. No total, o esqueleto axial possui 80 ossos, sendo distribuídos pelo crânio, caixa torácica e coluna vertebral.

Anatomia do esqueleto axial

Depois de saber que o esqueleto axial é composto pela cabeça, caixa torácica e coluna vertebral, vejamos como ocorre a distribuição desses ossos de acordo com a região à qual eles pertencem.

esqueleto-axial-anatomia



Ossos da cabeça

Os ossos da cabeça totalizam o número de 22. A função central deles é proteger o encéfalo (conjunto do tronco cerebral, cerebelo e cérebro). Desses 8 ossos pertencem ao crânio e os demais 14 ossos estão na face.

Ossos do crânio

  • Frontal;
  • Etmoide;
  • Esfenoide;
  • Occipital;
  • Temporal (2);
  • Parietal (2).

Ossos da face

  • Maxilar (2);
  • Palatino (2);
  • Zigomático (2);
  • Lacrimal (2);
  • Nasal (2);
  • Concha nasal inferior (2);
  • Mandíbula;
  • Vômer.

Obs.: de todos os ossos pertencentes à cabeça, somente a mandíbula é móvel, sendo que a principal função dela é possibilitar funções como mastigação e fala.

Na parte da cabeça também está localizado um osso chamado hioide. Ele atua como um ponto de apoio para os músculos do pescoço e da língua.



Caixa torácica

A região da caixa torácica do corpo humano é composta pelo osso esterno e pelas costelas, sendo que as costelas consistem em um conjunto de 12 pares de ossos encurvados. O osso esterno consiste em um osso plano em formato único, situado no centro da caixa torácica.

caixa-torácica

Ossos das costelas

  • Costelas verdadeiras (7 pares que se articulam de forma direta com o osso esterno);
  • Costelas falsas (3 pares que se articulam de forma indireta com o osso esterno);
  • Costelas flutuantes (2 pares que não se prendem a osso algum).

Logo, a região da caixa torácica apresenta um total de 25 ossos.

Coluna vertebral – estrutura do esqueleto axial

A coluna vertebral é composta por um conjunto de 33 vértebras, que estão dispostas umas sobre as outras de forma meticulosa. Com exceção das duas primeiras vértebras cervicais (que não apresentam disco intervertebral disposto entre elas), as demais vértebras da coluna são intercaladas por discos intervertebrais. Vejamos como fica essa divisão.



  • Vértebras cervicais (7);
  • Vértebras dorsais ou torácicas (12);
  • Vértebras lombares (5);
  • Vértebras sacrais (5, que são fundidas);
  • Vértebras coccígeas (4, que são fundidas).

A grande função da coluna vertebral no esqueleto axial é sustentar a estrutura do corpo e garantir a realização de todos os movimentos, além de atuar como eixo de sustentação. A coluna vertebral é responsável por estabelecer a comunicação entre o sistema nervoso central e o periférico.

Funções do Esqueleto Axial

As funções do esqueleto axial estão ligadas à proteção e estabilidade. Os ossos que compõem esse esqueleto atuam na proteção de diversos órgãos e também são responsáveis por garantir que o corpo se mantenha em equilíbrio permanente.

Esqueleto Apendicular

As estruturas do esqueleto axial e do apendicular se conectam por meio da cintura pélvica e escapular, sendo que a função principal do esqueleto apendicular é garantir a movimentação e sustentação do corpo.

O esqueleto apendicular é formado por um total de 126 ossos distribuídos nas extremidades superiores e inferiores do corpo, assim como nas cinturas responsáveis por encorar essas extremidades ao esqueleto axial.

Para entender detalhes quanto à estrutura do esqueleto apendicular, vejamos como ocorre a disposição desses ossos nas regiões superior e inferior.

esqueleto-apendicular-anatomia
                                            Anatomia do esqueleto apendicular

Esqueleto apendicular (superior)

Os membros superiores são os braços, antebraços, pulsos e mãos. Dessa forma, os ossos apendiculares presentes nessas regiões, são:

  • Escápula ou omoplata: é um osso plano em formato triangular., situado na porção póstero-superior do tórax.
  • Clavícula: um osso que possui formato de S, localizado quase que horizontalmente acima da primeira costela. A clavícula, junto à escápula formam a cintura escapular.
  • Úmero: é o osso que conecta o cotovelo com os ossos do antebraço.
  • Rádio: é um osso longo que forma a porção lateral do antebraço.
  • Ulna: um osso longo que forma a porção medial do antebraço.
  • Ossos do punho e mão: os ossos da mão são de tamanho pequeno e maciços, classificados de carpos, metacarpos e falanges.

Esqueleto apendicular (inferior)

Os membros inferiores do corpo humano são as coxas, pernas, tornozelos e pés. Juntamente com outras estruturas, eles garantem a sustentação e locomoção. Vejamos quais são os ossos apendiculares que integram os membros inferiores.

  • Quadril: região na qual ocorre a fusão de 3 ossos (ílio, ísquio e púbis).
  • Fêmur: osso situado entre a extremidade do quadril até o joelho.
  • Patela: é um osso de formato triangular que protege a articulação do joelho.
  • Tíbia: osso longo situado na região que fica entre os pés e os joelhos. A tíbia exerce o papel de sustentar o peso corporal.
  • Fíbula: é um osso longo que integra a articulação do joelho.
  • Ossos do tornozelo e do pé: esses ossos são divididos/classificados em tarsos, metatarsos e falanges.

Também pertence ao esqueleto apendicular inferior a cintura pélvica, que é formada pelo osso ilíaco. Essa cintura estabelece a conexão dos membros inferiores ao tronco.



Funções do esqueleto apendicular

Conforme é possível observar na estrutura do esqueleto apendicular, os ossos pertencentes a ele são em sua maioria longos. Essa é uma das principais diferenças entre esse esqueleto e o axial, já que os ossos do axial são planos e irregulares.

A estrutura do esqueleto apendicular possibilita os movimentos de grande amplitude do corpo humano, que ocorrem na região superior e inferior. Alguns exemplos desses movimentos de grande amplitude são: rotação interna, rotação externa, flexão, adução, extensão etc.

Além de entender o que é esqueleto axial e apendicular, assim como as estruturas e funções desses ossos, é interessante fazer um estudo ainda mais detalhado quanto às conexões ósseas, articulares e musculares existentes no corpo humano.

 

Continue aprendendo sobre os ossos do ESQUELETO HUMANO

Gostou de aprender sobre a anatomia do esqueleto axial e apendicular? Compartilhe!